28 de novembro de 2016

“Nós somos, todos, muita Trampa”

Foi assim que Diogo Mateus classificou o seu executivo; quando discutiam, na última reunião, o regulamento de transportes para os utentes da USF do Oeste. A discussão atingiu os níveis degradantes que atingem todas as discussões políticas em Pombal quando há divergência significativa, independentemente dos protagonistas.
Mas, afinal, na distribuição de subsídios, estão uns para os outros, e ambos contra nós; senão vejamos:
(i) A presidente da Associação Doentes de Alzheimer foi à câmara pedir (sondar) um subsídio para a compra de um veículo, em segunda mão, para o serviço de apoio ao domicílio;
(ii) O presidente da câmara prometeu à presidente da Associação Doentes de Alzheimer um subsídio de 8.000 €; que - no seu dizer - ela achou generoso;
(iii) A oposição, pela voz do seu líder e, agora, putativo candidato à câmara, achou pouco e propôs a atribuição de mais 2.000 €, sem sequer (se ter preocupado) saber se eram necessários;
(iv) A maioria aceitou a proposta da oposição; com o desconforto evidente de ter sido ultrapassada pela direita, na bondade das benesses.
Acham que esta gente gere o seu dinheiro como gere o nosso? Então, porque lhe confia o seu/nosso? 
video

2 comentários:

  1. Que se passa com D. Diogo ? Antigamente mandava os seus "Xerifes" atacar os adversários e bloquear a oposição interna...ele ficava guardado na sua redoma de vidro...Agora já está a partir a louça e a dizer TRAMPA em directo, ao vivo e a cores...O desespero tolda a razão. Eng. Marques, nem a pilinha do menino Jesus nos salva desta gente. Já agora o que se passa com o Xerife da Guia ( Dr. Manuel António) depois de 3 anos de costas voltadas com D. Diogo e com discussões acesas e mal dizer um do outro, agora presta-se ao trabalho de também ele atacar a oposição interna ao Príncipe ? Que cenoura lhe foi prometida ? É desta que chega ao vaidoso e tão ambicionado lugar de Vereador ? Se lá chegar será que tem um mandato mais longo que o Dr. Pires ? Ver cenas dos próximos capítulos desta emocionante novela " A queda do Império laranja".

    ResponderEliminar
  2. O nosso "verniz" é um fator genético e ambiental. Pelas novas teorias genéticas somos um painel de cores que ligam e desligam fruto da envolvente vivida. E aí começa o problema do "verniz".
    O verniz (vamos esquecer as aspas), de nascença não tem a ver com o berço, mas com a EDUCAÇÃO que absorvemos e na sua ausência, estala com facilidade! O verniz ambiental, afetado pelo tal painel, é só por si propenso a fissuras; em ambiente de competição e guerrilha mal disfarçada, dissolve-se tão facilmente que ficamos nus e nem nos apercebemos porque nada estala, logo não há alarme de quebra.
    Emerge daí um individuo bruto sem lapidação onde qualquer emoção põe à vista o que se pretende omitir!
    Tão simples como isso...
    E num concelho onde o estado e o clero se entrelaçam só a Sagrada Bíblia pode responder: "A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda".
    Provérbios 16:18

    ResponderEliminar

O comentário que vai submeter será moderado (rejeitado ou aceite na integra), tão breve quanto possível, por um dos administradores.
Se o comentário não abordar a temática do post ou o fizer de forma injuriosa ou difamatória não será publicado. Neste caso, aconselhamo-lo a corrigir o conteúdo ou a linguagem.
Bons comentários.