21 de junho de 2014

Pesada herança na ETAP

Temos assistido, desde há alguns anos, à degradação do funcionamento e da imagem da ETAP: má gestão, conflitos internos, dificuldades económicas, falta de alunos, quadro de pessoal administrativo excessivo, etc.
Ainda a avaliação da anterior gestão não foi feita ou divulgada, assim como as novas mediadas de funcionamento, e já correm rumores de que todos nós (contribuintes) iremos pagar mais um aumento de capital social da Pombalprof.
Por ocasião da publicação do Decreto-Lei 92/2014, em http://dre.pt/pdf1sdip/2014/06/11700/0331103320.pdf, regime jurídico das escolas profissionais, urge conhecer os danos, atribuir as responsabilidades e tomar medidas, para não se repetirem os erros, sempre pagos com os dinheiros contribuintes…

Sem comentários:

Publicar um comentário

O comentário que vai submeter será moderado (rejeitado ou aceite na integra), tão breve quanto possível, por um dos administradores.
Se o comentário não abordar a temática do post ou o fizer de forma injuriosa ou difamatória não será publicado. Neste caso, aconselhamo-lo a corrigir o conteúdo ou a linguagem.
Bons comentários.