17 de junho de 2011

Um luxo pré-crise

Muito por culpa do TAP, Pombal tem sabido promover anualmente um excelente festival de teatro. Para além da grande qualidade dos grupos presentes, os baixos preços são uma imagem de marca do evento. Com os anos terríveis que se avizinham, imagino que será difícil voltarmos a ter mesma edição excelentes companhias como a Chapitô, Circolando, Este e Peripécia Teatro (só para citar alguns) com bilhetes a 3 euros!

Entretanto, é aproveitar o que resta. E o que resta é muito bom. Hoje, por exemplo, o TAP vai estar na Casa da Música, na Guia, pelas 21h30, a apresentar o seu “Só o Faraó tem Alma”.

Sem comentários:

Publicar um comentário

O comentário que vai submeter será moderado (rejeitado ou aceite na integra), tão breve quanto possível, por um dos administradores.
Se o comentário não abordar a temática do post ou o fizer de forma injuriosa ou difamatória não será publicado. Neste caso, aconselhamo-lo a corrigir o conteúdo ou a linguagem.
Bons comentários.