3 de julho de 2014

Entretanto, na Pelariga:

Este é um espaço que vos quero mostrar. É o recreio da Pré-primária da Pelariga, frequentado por bastantes crianças, que ali brincam todos os dias. O meu filho anda lá.
Neste espaço, há pregos e parafusos ferrugentos como os que se mostram nestas fotografias:

~
Sei do que falo. Por causa deles (estes pregos), o meu filho já foi para o centro de saúde, há meses. Queixei-me na escola, onde me disseram que a Junta de Freguesia (da Pelariga) já tinha sido avisada, e que o problema seria resolvido em breve. Informei que esperava não ter que ser eu a ir lá tirar aquelas porcarias.
Fui à Junta de Freguesia. Fechada. Voltei outras vezes. Fechada, sempre. Ainda hoje, foi como vos mostro:
Isto é uma irresponsabilidade enorme. A falta de segurança nas escolas sob alçada dos municípios é um problema real e grave. Terá sido por aqui uma das razões da saída do anterior vereador com este pelouro? Conhecedor do ensino público como ele é, não o imagino a pactuar com estas situações.

Ontem convenci-me que será mesmo necessário ir lá eu tirar o raio dos pregos. espero ao menos que, quando me lá virem, Freguesia e Câmara Municipal sintam a mesma vergonha que eu sentiria se fosse necessário vir alguém de fora arrancar pregos a um local sob minha responsabilidade.

23 comentários:

  1. Qualquer adjetivo seria redutor para classificar o que aqui é descrito.

    Percebe o meu êxtase sr. Papagaio, com as virtudes do site da câmara. E não quero que desconverse comigo, mas não façam de nós tolos.

    Quanto ao buraco da ETAP, comunicado via site da câmara, estou à espera do telefonema do Sr. Pimpão. Depois comunico. PROMETO.

    ResponderEliminar
  2. Bom doa
    Caro Gabriel lamento que o seu filho esteja sujeito às limitações deste recreio, para mais, segundo diz, já ficou ferido. é muito grave! Embora o espaço seja da responsabilidade da junta eu não me calava.

    ResponderEliminar
  3. O senhor papagaio parece-me o ministro de propaganda iraquiano. Já atirou para a junta.

    Chama-se a isto a técnica do "ping-pong".

    ResponderEliminar
  4. O sr. Pedro Pinto, ao que parece, é um ignorante no que respeita à administração autárquica, desconhece as competências das juntas de freguesia.

    Esclareço-o que não tenho filiação partidária nem exerço qualquer cargo autárquico ou profissional nas autarquias

    ResponderEliminar
  5. boa tarde, pelo que descreve é grave mas gostaria de lhe fazer umas perguntas: falou com o Presidente de Junta? a Junta de Freguesia só tem aquela porta? sabe o horário de funcionamento? obrigado

    ResponderEliminar
  6. Caro Gabriel
    A situação que descreve é preocupante mas inteirou-se da realidade dos factos antes de publicar esta notícia?!
    Lamento que ao deslocar-se tantas vezes como descreve á junta de freguesia e segundo o Sr. a mesma se encontra sempre encerrada, não tenha verificado que essa não é a porta da sede da Junta de Freguesia mas sim a porta do salão da junta… a porta que se encontra mesmo ao lado dessa em alumínio com um telheiro é sim a porta da sede da junta com horário fixado na porta e que se encontra aberta com uma funcionaria todos os dias de segunda a sexta das quinze e trinta ás dezasseis e trinta, com o contato de todos os membros da junta para que sempre que necessário e urgente comunique com os mesmos. Para o caso de não se poder deslocar no horário indicado na porta existe o contato para qualquer situação.
    Em relação á vedação deveria verificar primeiro a realidade dos factos visto que a comunicação só p foi feita por terceiros….
    Mas claro criticar e julgar é fácil… e que tal cooperar?!!! Visto que andamos todos no mesmo barco… seria mais fácil!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em relação à vedação, a veracidade dos factos está retratada nas fotos, e foi novamente verificada in loco.
      Cooperar, é algo para que estou sempre disponível. É preciso eu comprar o arranca-pregos?

      Eliminar
    2. Em relação à porta referida, está identificada como B@M. Estava também fechada. Reparo que tem lá um horário das 15.30h as 18.30h.
      Contactos dos membros da junta, não vi. Não estão afixados. Se estão lá dentro, servem-me do mesmo.
      Mas a questão principal é a dos pregos ferrugentos e expostos que lá estavam há meses. Ou a junta sabia e não fez nada (o que seria grave), ou nem sequer sabia, o que é igualmente grave.
      Quanto ao meu contributo, foi valioso, pelos vistos. Menos de 24h após a publicação, e já foi tudo arranjado.
      Sr. goncalves (que não conheço), acha normal haver pregos como os que lá estavam, durante meses? No recreio das crianças da pré? Acha grave, ou não? É ou não é uma irresponsabilidade enorme?

      Eliminar
  7. o meu contributo
    http://www.concelhodepombal.com/juntapelariga.htm

    tambem aqui

    http://www.cm-pombal.pt/seu_municipio/juntas/freg_pelariga.php

    não é dificil e não necessita de tanta palavra, do problema retratado não quero falar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deve estar muito bem escondido, nestes links, a informação anunciada. Continuo a nao encontrar. Ou lhe sobra a inteligência que a mim me falta, ou tenho que discordar, e sim, é difícil. Ou um dos nossos jantares (o meu ou o seu) estava muito salgado.

      Eliminar
    2. da cmp
      Junta de Freguesia da Pelariga

      Número de Eleitores: 2136

      Presidente

      Nelson da Silva Pereira - PPD/PSD

      Morada e Contactos

      Junta de Freguesia de Pelariga
      Rua das Escolas, nº1, 3100-295 Pelariga
      Telefone: 236244642
      E-mail: juntapelariga@oninet.pt

      Horário de Atendimento ao Público

      2ª das 19h00 às 20h00.
      4ª e 6ª das 18h30 às 20h00

      Informações sobre a Freguesia da Pelariga

      Tudo sobre Pombal - Freguesia da Pelariga
      Tudo sobre Pombal - Associações Desportivas e Culturais - Freguesia da Pelariga

      Eliminar
  8. A farpa aqui deixada pelo Gabriel (não é uma notícia, porque o Farpas - vamos lá explicar isto outra vez - não é um órgão de informação, apesar de muitas vezes anunciar a realidade em primeira mão) deveria fazer corar de vergonha qualquer autarca e indignar qualquer cidadão, com ou sem filhos. Parece-me que estamos a entrar no domínio do mundo ao contrário quando se assacam responsabilidades aos pais, que (para alguns, pelos vistos) devem assumir o papel de vigilantes do "parque de recreio", reportando a situação na porta A ou B da Junta de Freguesia. O que importa é que, ao que soubemos, bastaram 24 horas deste post para reparar tudo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o Sr Gabriel, relatou duas situações, uma mais grave que outra

      1-problema de segurança das crainças, e muito mais importante, que eu não comentei porque o homem tinha toda a razão.

      2- Falta de atendimento da Junta(Fui à Junta de Freguesia. Fechada. Voltei outras vezes. Fechada, sempre. Ainda hoje, foi como vos mostro:)
      , que tem um horario de atendimento, ora se ele lá vai por volta das 9 (VER FOTO DO RELÓGIO) é ÒBVIO que a junta está fechada, uma vez que o horário de atendimento NÂO é esse, volto a repetir não é dificil.

      Eliminar
    2. E eu volto a repetir que é difícil.
      O sr. Goncalves fala de um horário. Eu vi um outro afixado numa porta identificada como "B@M, e que pelos vistos é a "porta de serviço", a 2 metros da entrada principal do edifício. E no site da CMP, está um horário completamente diferente.
      Qual será a informação correcta?

      Eliminar
  9. Reparem bem no ridículo: o anónimo “Gonçalves” – que pelo discurso deve estar ligado à junta – vem aqui atacar o mensageiro, quando deveria era pedir desculpa ao Gabriel pela lesão do miúdo e garantir que a junta solucionaria rapidamente o problema.
    Para o “Gonçalves” a junta não resolveu o problema porque o Gabriel foi distraído e não soube relatar o problema. Mas todos conheciam o problema – miúdos, pais, funcionaria, professora – menos a junta. Houve até acidente(s) e lesões.
    Eu direi que a culpa/responsabilidade, também, não é da junta. É de quem lhes delegou tal responsabilidade.

    ResponderEliminar
  10. De facto, os comentadores estão a esquecer o problema principal. Ou então, receberam essa missão. Mas se realmente acharem importante, podemos abrir um post específico sobre "a porta certa no edifício" e sobre o horário de funcionamento da junta de freguesia da Pelariga. O contraditório está garantido, visto que em meia dúzia de horas, e com apenas 3 fontes, já levamos 3 horários diferentes, e alguns com diferenças abismais.
    De qualquer forma, retomo uma outra questão, já aflorada. Que pensará disto o novo vereador com o pelouro? E o que pensaria o anterior? Atendendo ao curriculum do anterior vereador, acredito que este tipo de coisas lhe causasse bastante confusão...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia
      Gabriel qualquer cidadão, sensato, diria:
      - arrepia, faz confusão, a qualquer pessoa ver crianças a brincar num parque naquelas condições
      - o Farpas prestou um serviço útil à comodidade, denunciando uma situação grave, uma vez que a junta removeu em pouco tempo aquilo que fazia perigar a integridade das crianças.
      - Os horários, embora importantes para o cidadão, não estavam postrulados

      Eliminar
  11. bom dia, foi o próprio Gabriel que começou por distorcer a verdade dos factos ao fazer insinuações e levantar certas dúvidas!! Apesar disso é pena que façam de uma coisa insignificante um alarido tão grande. Eu sou da Freguesia da Pelariga e andei naquela escola no tempo em que não existiam vedações nem baloiços. Existiam perigos como hoje mas apenas são diferentes devido ao tempo que passou. O Gabriel não sei de onde é mas diria que a escola sendo frequentada por alunos de outras freguesias não deveria ser a câmara a assumir essas manutenções?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas estamos todos doidos ou quê?
      João Mendes, a escola tinha ou não tinha pregos ferrugentos virados para onde os miudo? Insignificante? Isso dito ao pai de um miudo que ficou com um buraco nas costas, feito por um prego ferrugento, é um desaforo e uma ofensa que me dá vontade de dar uns tabefes! INSIGNIFICANTE???
      Eu sou da Moncalva, espero que não seja considerado "estrangeiro" no seu apertado critério. Esse comentário de "a escola sendo frequentada por alunos de outras freguesias" é baixo, vil, mal intencionado. E errado, ainda por cima.
      Não levantei "certas dúvidas", não. Vi com os meus próprios olhos. E os efeitos. E não é normal!
      Quanto à história da porta, é um pentelho, a que só se agarra quem não tem inteligência para mais! Já disse, se acharem o assunto assim tão importante, abre-se uma discussão própria para ele.

      Eliminar
    2. Caro João Mendes,

      Insignificante?!

      Realmente de todos os comentários feitos aqui este é de longe o mais "insignificante", mas não menos importante. Pois é devido a pensamentos como este, de pura desconsideração por tudo o que se vai acontecendo de mal no nosso concelho, que ele está como está!

      E é pena que ainda seja uma maioria... mas serei eu e mais uns poucos que estamos mal!

      Cumprimentos

      Eliminar
    3. Se me é permitido o uso do ligeiro impropério, será insignificante, para este sr. João, porque infelizmente em Portugal reina aquela máxima: Pimenta no cú dos outros é refresco. Geralmente só nos incomodamos com alguma coisa quando ela nos atinge, e até lá, são coisas "insignificantes". O pior é que um dia, a pimenta está no nosso. E nesse dia, inspirados pelo nosso exemplo, os outros também vão achar que é refresco!

      Eliminar
  12. O comentário do sr. João Mendes só pode ser uma provocação pessoal. Porque de resto, os cidadãos têm direito a escrever no Livro de Reclamações, tudo aquilo que o caro Gabriel descreveu.
    Foi incúria da parte da Junta. Eles que o admitam, para que o Gabriel possa sequer ir lá sem fazer mais outra Reclamação, ajuntar àquela dos pregos.

    ResponderEliminar
  13. Boas...apesar de tudo o que dizem eu comecei por intervir com um comentário a dizer que a situação era grave!! agora quererem fazer de uma coisa grave que aconteceu com o Gabriel como que de um acontecimento politico me parece excessivo. Contudo se é da Moncalva concerteza é eleitor da Pelariga e como participante na últimas eleições saberá que é o presidente bem como também conhece o funcionamento da junta de freguesia e o que é o edificio da junta de freguesia. Como sabe no edificio também funciona o centro de saúde aonde poderá ter pedido o contacto e sendo da Moncalva também conhecerá alguém que tenha o contacto do presidente de junta, como também as funcionárias e educadoras da escola, não? (sendo que uma das funconárias é esposa do ex-presidente que, como sabe, é segundo na actual junta de freguesia). Desculpe, mas isto tudo parece-me uma daquelas situações em que eu só me importo com as coisas quando elas me batem á porta (o que infelizmente foi da pior maneira para o Gabriel)...e até lá são refesco!!

    ResponderEliminar

O comentário que vai submeter será moderado (rejeitado ou aceite na integra), tão breve quanto possível, por um dos administradores.
Se o comentário não abordar a temática do post ou o fizer de forma injuriosa ou difamatória não será publicado. Neste caso, aconselhamo-lo a corrigir o conteúdo ou a linguagem.
Bons comentários.