4 de maio de 2017

O (falso) momento Zen de D. Diogo

No meio do longo exercício de malvadez que foi a última AM, D. Diogo introduziu o seu momento Zen – momento em que se apresentou como um santo. Mas reparem bem na malvadez do momento: no meio da discussão do processo dos 506 m€ de indeminização, D. Diogo informa a assembleia que o/a responsável pelas críticas ao CIMU-Sicó está identificado/a e está na sala, mas ele nunca vai dizer quem é. Como se não tivesse, naquele momento, apontado e exposto a vítima - que sentiu imediatamente o ferrete e expressou-o bem.
O CIMU-Sicó é o maior desastre (económico, arquitectónico e paisagístico) cometido em Pombal pelo poder local democrático. Toda a estrutura da câmara sabe quem é, desde a primeira hora, o pai e o padrinho do projecto. Mas se a coisa corresse mal, toda a gente sabia que D. Diogo encontraria um  “Bode expiatório”. Está encontrado. Não disse o nome! Não era necessário.
Já agora, pergunta para os mais distraídos: quem é a vítima?
1 – Paula Silva
2 – Renato Guardado
3 – Pedro Murtinho
4 – Outro

video


2 comentários:

  1. Isto é somente o D. Diogo a fazer o "funeral politico" ao Vereador das obras tortas. Se ele for Concorrer á Presidência da Junta da sua Freguesia é menos uma Junta para o PSD.

    ResponderEliminar
  2. Lembro-me de ter escrito um artigo em Pombal a questionar a capacidade técnica para alguns potenciais vereadores exercerem a sua função. Fui criticado porque "não está em causa a capacidade técnica mas sim a política". Não discorro agora sobre a indeterminação do que pode ser essa capacidade política, mas posso dizer que esta tem sido uma boa desculpa para esconder a incompetência de muita gente. Alguns até são bem intencionados mas são incompetentes. Outros são só mal intencionados.

    Para lutar contra isto o eleitor tem que ser esforçado. Dá trabalho ir ver o que cada candidato pensa e mais trabalho dá obrigar os candidatos a mostrar o seu real plano.

    Façamos um exercício para avaliar a vossa acertividade enquanto eleitores: quais eram os compromissos sectoriais e globais de cada vereador mencionado neste post antes de serem eleitos? Qual o currículo de cada um deles, por área profissional e em funções de chefia?

    Agora façamos um mais simples: qual a opinião dum deputado ou vereador próximo de si sobre um problema que o preocupa muito?

    Não se envergonhe, questione.

    A culpa é de quem vota neles... mas não quer saber quem eles sempre foram, admira-se com o que eles são, reza para ser verdade o que eles dizem ser o futuro.

    ResponderEliminar

O comentário que vai submeter será moderado (rejeitado ou aceite na integra), tão breve quanto possível, por um dos administradores.
Se o comentário não abordar a temática do post ou o fizer de forma injuriosa ou difamatória não será publicado. Neste caso, aconselhamo-lo a corrigir o conteúdo ou a linguagem.
Bons comentários.