24 de novembro de 2010

Um dia faço greve. Hoje é o dia.


1 comentário:

  1. Amiga e companheira Paula Sofia, bom dia.
    Por regra nunca vou ao Farpas durante o dia.
    Ou à noite, ou de manhã cedo. Hoje é a excepção à regra.
    E isto porque fiquei, ontem à noite, muito preocupado por verificar que a greve tinha passado ao lado dos nossos administradores do Blog.
    Por razões óbvias não faço greve, nem nenhum dos meus colaboradores.
    Mas compreendo os que fazem.
    E compreendo e entendo que façam greve por uma razão muito simples.
    As questões sociais podem assemelhar-se a uma panela de pressão.
    A pressão social vai aumentando à medida que vemos os nossos direitos diminuídos.
    E se não houver uma válvula de segurança - a greve, p.e. - corremos o risco de explosão.
    Essa válvula de segurança foi aberta hoje.
    Resta saber se a amanhã a pressão social é a equivalente à pressão atmosférica, ou se a “panela” vai começar de novo a ganhar pressão.
    E é bom que se diga que todos os que fazem greve vou ver descontado este dia no seu salário, a menos que os sindicatos o reponham.
    Estas acções são saudáveis para a democracia.
    Mas socialmente fico, isso sim, muito preocupado quando vejo nas manifestações bandeiras pretas.
    É sinal de fome, como já aconteceu na Península de Setúbal ou no Vale do Ave.
    Tudo o resto é salutar. É a democracia a funcionar.
    Beijo.

    ResponderEliminar

O comentário que vai submeter será moderado (rejeitado ou aceite na integra), tão breve quanto possível, por um dos administradores.
Se o comentário não abordar a temática do post ou o fizer de forma injuriosa ou difamatória não será publicado. Neste caso, aconselhamo-lo a corrigir o conteúdo ou a linguagem.
Bons comentários.