21 de janeiro de 2009

E as rosas, senhor?

Não é que em Pombal isso importe por aí além, mas talvez estivesse na hora de se ouvir falar de eleições autárquicas e de candidatos por parte do PS/Pombal. Sendo certo que dentro do PSD haverá matéria, de facto, para alimentar uma blogosfera inteira, mais jornais e livros e até teses várias sobre as relações humanas e a luta pelo poder - ou pelo lugarzito - não era mau se, da parte dos socialistas, cheirasse a qualquer coisa. Um nome, por exemplo. Está visto que voltámos ao tempo do dead line para soltar nomes, às vezes arrancados a ferros. A excepção aconteceu nas últimas autárquicas - quando Sérgio Leal foi o primeiro, quiçá a nível nacional, a apresentar-se publicamente. E foi o que se sabe, pelo que, está visto, às vezes é mesmo pior a emenda que o soneto.
Os jornais publicaram uma fotografia da última conferência de imprensa do PS, na semanapassada, que suscita alguma dúvida: aparece, ao lado de Adelino Mendes, o actual presidente da junta do Louriçal, única bandeira do partido no mapa concelhio das 17 freguesias. Quererá isso dizer alguma coisa?
Seria interessante sabermos se/o que o partido pensa. E, logo, o que existe. Se é que já existe.
Não é que em Pombal isso importe por aí além. Mas aparentemente isto ainda é uma democracia. E mesmo que a luta seja desigual, é importante travá-la. E chegar a tempo ao jogo, já agora.
Quanto ao resto, nunca se sabe. O CDS pode sempre ressuscitar. A CDU pode sempre surpreender (?). E o Bloco de Esquerda aparecer, quem sabe?

5 comentários:

  1. O candidato do PS às próximas eleições à Câmara, será Adelino Mendes ou Carlos Lopes. Quem mais poderá ser? Adelino Malho ? João Alvim ? Não o creio. Tenho dito.

    ResponderEliminar
  2. Bem, o PS pode surpreender com uma personalidade independente. Quem sabe? Embora acredite numa candidatura de Adelino Mendes, que integre um conjunto de personalidades. Tenho assistido com algum interesse ao reaparecimento de Armando Portela, um economista com muita experiência e valor em termos municipais. Depois, deveriam ser equacionadas as participações de algumas pessoas com alguma experiência profissional, competência e qualidade (não só na vida política), como é o caso do Eng. Faro. Por outro lado, existem muitos pombalenses que embora afastados fisicamente do concelho, poderão dar o seu contributo a um projecto/estratégia de desenvolvimento para o Município. Luis Marques (director geral da SIC), é um exemplo. Porque não, chamá-los à Assembleia Municipal? Vamos a isto!

    ResponderEliminar
  3. União faz a força!!!!22 de janeiro de 2009 às 10:15

    A equipa do "Farpas", dava 1 belo executivo!!!

    Unam-se e pensem nisso, pois não vejo o PS ou PCP ou BE ou etc, "no poleiro" de outra maneira.

    Coligação independente para Pombal e depressa!!!

    ResponderEliminar
  4. Estamos a pensar nisso, não sabia? Eu quero o pelouro da juventude, não faço por menos. É giro. E depois a malta quer é aparecer!

    ResponderEliminar
  5. Não acredito que o PS/Pombal esteja nesta altura ainda com dúvidas no que diz respeito ao candidato à Câmara, mas de facto é um segredo bem guardado à espera de um timing que, certamente, foi pensado com a devida antecedência. Entendo que o candidato do PS deverá ser alguém com "folha limpa" e disponível para um debate com 4 anos de duração. Além disso, é de extrema importância que se faça rodear de pessoas que tenham provas dadas no aspecto profissional e social. Essa "equipa" em representação do PS, deverá adoptar, na minha opinião, uma postura mais construtiva e responsável, pois só assim a população lhe reconhecerá a devida credibilidade.

    ResponderEliminar

O comentário que vai submeter será moderado (rejeitado ou aceite na integra), tão breve quanto possível, por um dos administradores.
Se o comentário não abordar a temática do post ou o fizer de forma injuriosa ou difamatória não será publicado. Neste caso, aconselhamo-lo a corrigir o conteúdo ou a linguagem.
Bons comentários.