10 de novembro de 2009

Obviamente, reciclo-o!

... é o destino a dar a todo o lixo. Felizmente, o senhor presidente da Câmara também assim pensa, e por isso vamos amealhando prémios de "cidade limpa". Viva a reciclagem do que, aparentemente, já não presta!

16 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. A reciclagem é uma grande aposta nos dias de hoje, e Pombal já começou a trabalhar nesse sentido, mas nem sempre de acordo com os reais interesses do concelho nessa matéria.
    Ora vejamos alguns exemplos:
    Apesar de muitos considerarem que a presidência do Eng. Narciso Mota está gasta, foi-lhe dada uma oportunidade de se reciclar. No entanto creio que a reciclagem da Câmara só irá acontecer quando mudar a presidência.
    O nosso presidente, que já estava a trabalhar nesse sentido, reciclou os principais vereadores do mandato anterior para outros pelouros. Também tem vindo a reciclar algumas pessoas a nível familiar, tais como a nora e o filho.
    Uma grande política de reciclagem que também chegou ao tão "saudoso" joão Vila verde, que foi "limpo" da PombalViva, mas que agora é reciclado para a ETAP.
    Os espaços verdes também entram gradualmente neste conceito, árvores velhas que dão lugar as infraestruturas novas.
    É o milagre da reciclagem!

    ResponderEliminar
  3. Amiga e companheira JA, boa noite.
    Qualquer cidadã, no caso vertente, sabe que tem que fazer uma reciclagem selectiva e, neste caso, tem que utilizar um ecoponto.
    E os ecopontos são da responsabilidade da Valorlis.
    Assim sendo não compreendo o seu comentário e, no particular, quando o Executivo camarário ganhou com a ora composição com Senhoras Vereadoras lindas.
    Lindas, lindas como o sol. E que eu não gostaria de ver recicladas.
    Será que o céu nublado que faz e, quiçá, a trovoada está a toldar o seu raciocínio?
    Ou será inveja. Sentimento que já foi arredado deste espaço cibernautico.
    Apesar de tudo…
    Beijinho nas costas da mão.

    ResponderEliminar
  4. Boa noite caro Eng. Rodrigues Marques, provavelmente o meu raciocínio estará realmente toldado, porque não consegui perceber o que as senhoras vereadoras têm a ver com o meu comentário, principalmente porque já devia saber que nestas questões não me interessa o género mas sim as competências e as atitudes. Quando falei em vereadores, não foi nos novos, mas sim naqueles que transitaram do anterior mandato mas para novos pelouros (o que pode até ser muito bom).
    Também não percebi a questão da inveja...inveja de quê? ou de quem?
    O facto de não dar apenas um significado ambiental à palavra reciclagem significa que não estou a fazer um bom raciocínio? Se sim, não é da trovoada porque aqui não troveja, deve ser pelo facto de gostar muito de coisas que não sejam limitadas.

    ResponderEliminar
  5. Amiga e companheira JA não se zangue comigo que fico triste.
    Zangue-se, antes, com o nosso camarada Nuno Gabriel que meteu os pés pelas mãos nesta coisa do ambiente e, no particular, na reciclagem.
    Quando falo de inveja, sentimento arredado… etc., etc. estava a falar da beleza feminina já que da masculina se queixa o nosso camarada Jorge Ferreira que, de Lagos, se queixa da JA lhe ter chamado “feioso”.
    Não se faz, apesar dos seus 120 kg de peso.
    Beijinho nas costas da mão.

    ResponderEliminar
  6. Vamos tambem reciclar o NM e convida-lo a candidatar-se á Camara de Leiria ou a ser Ministro das obras públicas, ou menos ficavamos com um Concelho mais verde...

    ResponderEliminar
  7. Cidade verde, concelho verde, vila verde... isto há-de ir sempre parar ao mesmo! :)

    ResponderEliminar
  8. Caro Rodrigues Marques, creio que me vou zangar mesmo porque provavelmente interpretou mal o que o camarada Jorge Ferreira tem comentado, e o certo é que eu nunca lhe chamei "feioso" nem nada que se pareça, não só por questão de respeito, mas principalmente porque não é essa a minha opinião. Aguardo advogado para me defender de tais acusações!

    ResponderEliminar
  9. Menina e sempre querida JA.,

    Não podendo, nem devendo, aqui, carregar nos adjectivos superlativos e fazer o devido panegírico à tua beleza, inteira e única. É devotado o encantamento com que firmo publicamente a expressão dos meus mais elevados e profundos sentimentos a teu respeito. Acredita, e perdoa a minha falta de humildade,mas mais generosos do que os do São Martinho, que só dividiu e partilhou a capa por metade com o mendigo e mais tarde se fez Bispo. Sem outro interesse ou vâ glória, mais do que um advogado, tens em mim um homem por inteiro, disponível para te defender, apoiar, e acompanhar em quaisquer situações que mereçam o teu apelo e apreço. Sobretudo quando Rodrigues Marques define como estratégia ocupar um lugar que lhe não pertence, e, como táctica para o efeito, finge tomar as dores que não são dele. Porém, pesarosamente o digo, neste caso, não posso, nem estou à altura, de poder ser teu avogado porque o seria em causa própria. Ainda passei o dia na expectativa de que, ao menos o Adelino Leitão, sabendo desta minha inibição, ousaria vir aqui em tua defesa, e assim, salvar a minha honra, o que não aconteceu. É nestas horas que se vêem os verdadeiros amigos!??? Por isso, presumo, ilidívelmente, que ele se passou para o outro lado e que foi hoje ao terreiro para receber a medalha de Presidente da Assembleia Municipal (versão: sempre com a Esperança no Futuro). Depois de gemer e chorar este vale de lágrimas, estou certo de sobreviver, porque me serve de fundo a este infortúnio, a grandiosa esperança de que os meus mais de 120 Kg são, também, um belo motivo para que continues a falar por mim e em minha defesa. Que beleza se pode encontrar da defesa do que é fácil e dos que os olhos enganam? Majestosa é a honra de quem defende quem não prende o olhar nem tem outros merecimentos. Se concordares, para o ano meto cunha ao Narciso para te entregar a "Medalha da Mais Bela Surpresa". Na cerimónia visto o meu melhor fato e gravata para te "apadrinhar" no acto, e assumo as despesas com as castanhas e abafado do magusto de São Martinho do Farpas, se os camaradas o quiserem celebrar.
    Confesso que o castigo que mais gozo me daria, era ver, também, o Rodrigues Marques em cima do palanque a colocarem-lhe uma medalha cujo nome não nomeio, pois, se ele vai a todas, possivelmente, serve-lhe qualquer uma, e,nessa altura, daqui a um ano, em nome dos superiores interesses do Concelho, patrocinar o magusto do Farpas com a tal “água-pé crua” espremida com areia e serapilheira (ainda existe este material?) que ele bem conhece. Poderá estar presente e representada a Confraria dos Enófilos e Gastronómica do Algarve que também tem um Capítulo a seu gosto.

    Sou capaz de ter pretexto para estar aí na próxima sexta-feira, na parte da manhã vou guerrear com o fisco a Viseu. Se houver oportunidade, faço aí a muda aos cavalos da diligência, e tomamos uns finos

    Abraços

    ResponderEliminar
  10. Sorte a tua, caro Jorge, que elegeste para destinatária do teu texto a doce JA. Tão voluptuosas palavras não deixariam indiferente nenhum mortal, e sendo que quase metade deles (os mortais) partilham o mesmo sexo que tu, talvez tivesses que fazer uso dos argumentos dos nossos queridos engenheiros (Mota e Marques) para afastar tãos nefastas (ficou quase provado, num post atrás, que essas coisas contra-natura são responsáveis por tantos males do mundo!) simpatias.
    Mas não ponderemos os imponderáveis, e cá te faço o convite (não na ânsia de galanteios, mas na de àgua-pé e aaguardente de medronho) para o tal copo que falavas. Bem sei que a minha companhia não será tão agradável como a da bela JA, mas prometo compensar em sede no que me falte em graça.

    ResponderEliminar
  11. Amigos e companheiros JA, Nuno Gabriel e Jorge Ferreira, boa noite.
    Vocês são uns complicados.
    Com um pensamento meu tão simples escreveram, outra vez, um compêndio.
    E fugiram ao tema do post do Nuno Gabriel.
    Reciclagem!
    Reciclagem de resíduos sólidos é a ordem do dia!
    Daqui não saiu e daqui ninguém me tira.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  12. "E fugiram ao tema do post do Nuno Gabriel."

    Eu diria que andam a aperfeiçoar-lhe a táctica...

    Abraço

    ResponderEliminar
  13. Pensamentos simples... Pensamentos simples… Sim ,sempre acreditei que era assim. Porém, se bem lhe conheço a táctica, de pensamento simples em pensamento simples, lá concretiza a estratégia mais complicada e realiza os objectivos mais grandiosos.

    Ou o meu amigo quererá antes dizer: eles falam..., falam .... Eles escrevem..., escrevem...,mas o Engenheiro é que fez obra? O Engenheiro é que faz obra... O Senhor Engenheiro é obra…, é obra …

    Conto consigo sexta e sábado para fecharmos o assunto ou para um duelo de água-pé ou da famosa água, servida na bilha, de Albergaria dos Doze.
    Finalmente, sobre reciclagem não sei nada. Mesmo nada. Não eu, que sou longínquo e faço apenas as romarias da saudade, mas pelo que vejo aqui pelo Farpas , há muito quem reclame pela reciclagem do Sr. Engenheiro. Porventura uns ingratos, estou certo !??

    Abraços


    Alvim, desculpa ter cortado e voltado a repor

    ResponderEliminar
  14. Muitas são as pessoas que nunca chegam a ver o seu trabalhos e as suas capacidades reconhecidas, a outras cabe-lhes esse previlégio depois de mortas. Mas a verdade é que todos nós, em algum momento da vida passamos por situações desse tipo. Porém, há também situações contrárias, como aquelas presentes em alguns comentários anteriores em que sou elevada a um patamar ao qual não pertenço, sem sombra de dúvidas. Em termos de beleza, não auspicio a grandes patamares, por isso continuarei desleixada nesse sentido. No entanto, se falarmos de competência, trabalharei sempre no sentido de saber mais e fazer mais e melhor.
    Por isso, na próxima sexta, não terei qualquer problema em juntar-me a este nobres camaradas, que têm a amabilidade e a capacidade de partilhar os seus saberes com esta jovem, que ainda tão pouco sabe da vida.
    (Com ou sem estatuto de "agente", o camarada Gabriel é uma boa companhia e não podendo ser meu advogado por não ser a sua formação, pelo menos poderá ser minha testemunha em qualquer acusação que possa surgir)

    ResponderEliminar

O comentário que vai submeter será moderado (rejeitado ou aceite na integra), tão breve quanto possível, por um dos administradores.
Se o comentário não abordar a temática do post ou o fizer de forma injuriosa ou difamatória não será publicado. Neste caso, aconselhamo-lo a corrigir o conteúdo ou a linguagem.
Bons comentários.