24 de março de 2017

O testo e a panela




Estão bem um para a outro: o testo desamparado – o candidato – que não faz conjunto e se oferece para compor o combinado; e a panela vazia - o pasquim – que precisa de matéria, que renda. O desenlace esperado: o testo usado e jogado fora.
Ou uma representação da fábula do sapo e do escorpião, ao contrário, para gozo de político e eleitor.
Custa a acreditar …; mas é o que temos! 

Sem comentários:

Publicar um comentário

O comentário que vai submeter será moderado (rejeitado ou aceite na integra), tão breve quanto possível, por um dos administradores.
Se o comentário não abordar a temática do post ou o fizer de forma injuriosa ou difamatória não será publicado. Neste caso, aconselhamo-lo a corrigir o conteúdo ou a linguagem.
Bons comentários.