16 de maio de 2014

Um postal de Abiúl




Era um baldio, apropriado pela junta de freguesia de Abiúl (executivo anterior), cedido por esta sem formalização e justificação plausível a uma empresa privada, transformado em lixeira de todo o tipo de lixo.

Inacreditável.  

5 comentários:

  1. Que empresa privada? Não será melhor dizer o nome dela? Ou faz parte do suspense?

    ResponderEliminar
  2. Ministério, não. O que há - é Mistério do Ambiente. Ou Ambidoente. Ou Abiuleira da Moleirinha.

    ResponderEliminar
  3. É bom dizer quem é a empresa, já que se levantou a questão (acho muito bem que se levante), se não pode gerar especulações e boatos injustos para todo o tecido empresarial abiulense.

    ResponderEliminar

O comentário que vai submeter será moderado (rejeitado ou aceite na integra), tão breve quanto possível, por um dos administradores.
Se o comentário não abordar a temática do post ou o fizer de forma injuriosa ou difamatória não será publicado. Neste caso, aconselhamo-lo a corrigir o conteúdo ou a linguagem.
Bons comentários.