6 de maio de 2009

LIBERDADE EUROPEIA

Internet sob controlo

Já falei disso aqui, na semana passada. Discute-se hoje e vota-se amanhã, na comissão europeia, aquilo que se optou por chamar o pacote das telecomunicações que propõe, entre outras coisas, que as empresas de telecomunicações possam actuar como polícias da Internet. Se este pacote for aprovado, qualquer ISP (Internet Service Provider - Fornecedor do Serviço de Internet) pode vasculhar nos conteúdos que produzimos, consultamos, e decidir o que é que temos o direito a ver ou não.

A ser aprovado, será o fim da Internet como a conhecemos. Será a Internet dos feudos, e dos privilegiados, onde uns poucos mandam e muitos obedecem porque não têm alternativa.

Será o fim da Internet livre, como a conhecemos. Se, pelo absurdo que esta proposta representa, nos fiarmos na virgem, podemos acordar na quinta-feira com o nosso mundo virado ao contrário. Eu também acho que a proposta é tão imbecil, que não há forma de qualquer pessoa minimamente inteligente aprovar esta coisa. No entanto, a experiência ensinou-me que há muitos imbecis em muitos lados, especialmente nos sítios onde deveriam ser proibidos.

Estando tão próximas as eleições para a comissão europeia, sugiro que vejam como votaram os deputados dos vários partidos, e não se esqueçam desse voto, quando chegar a vossa vez de votar.
Os comissários europeus descobriram o Farpas? O mundo está muito perigoso, como diria o outro.

20 comentários:

  1. Uma espécie de CIA, encapuzada!

    ResponderEliminar
  2. fernando daniel acrolino6 de maio de 2009 às 14:49

    Com a devida vénia transcrevo...


    Estrasburgo, França, 06 Mai (Lusa) - O Parlamento Europeu adiou hoje em Estrasburgo a reforma da actual legislação sobre comunicações electrónicas, rejeitando propostas de cortes de acesso à Internet em casos de descarregamentos ilegais.


    Ao assumir esta posição, naquela que é a última sessão plenária da actual legislativa, a assembleia remete para o próximo Outono o chamado processo de "conciliação", com vista a um entendimento entre o Parlamento Europeu e o Conselho (27 Estados-membros) sobre todo o pacote legislativo relativo às telecomunicações.


    O grande, e único, ponto de discórdia de todo o "pacote telecomunicações" prende-se com as sanções à pirataria na Internet, na sequência de uma proposta avançada pela França que contempla a possibilidade de uma autoridade administrativa, e não judiciária, suspender o acesso à Internet aos "piratas".


    Para a assembleia, a nova legislação deve aumentar a fiabilidade e segurança das redes através de novos instrumentos de luta contra "spam", vírus e outros ciberataques, mas acautelando os "direitos e liberdade fundamentais" dos internautas, tais como a privacidade e acesso à informação.



    ACC.


    Fonte: Agência LUSA

    Parece que ainda houve bom senso...

    Fernando Daniel Carolino

    ResponderEliminar
  3. Excelência

    Pelo que me chegou nas informações recolhidas o Ferreira de Vermoil á muito que anda envolvido em esquemas depreciativos. Já o tivemos acautelado aquando do grupo do Joaninha. Existe mesmo um relatório do Gouveia onde se fala dele, do Simões, do João Marques, do Leitão, do Longo, do Vinhas (com tão bons serviços prestados ao regime), do Martins, e de outros, entre os quais, o da Shell que desapareceu e, o Abreu, este anda preocupado com as antenas rádiofonicas da Guiné. Este Ferreira é bom homem, mas perde-se pelos amigos que escolheu, por um punhado de amendoins e uma cerveja é vê-lo agora na loja do Augusto á Várzea. Á muito que o grupo passou a frequentar aquele antro. Bem, assim sempre vamos tendo debaixo de olho estes amigos das galinhas. Deixe comigo. Naquela zona da cidade já lá tivemos o homem da Moncalva que durante anos espalhou a doutrina do regime e até trouxe alguns para o Partido. Vou tratar de enviar o Óscar para acalmar o ferreira e o grupo dos amendoins, ou mesmo enviá-lo para Peniche. O "dores do pai" não tem sido visto por ali, mas consta-se alguma coisa.
    Não veja V.ª Ex.ª nisto outra coisa senão os louvores com que eu humildemente lhe tenho atribuído fazendo a saudação Romana.

    Creia-me, V.ª Ex.ª, com a maior admiração e afectuosa amizade, servidor muito atento e obrigado

    ResponderEliminar
  4. Ó NOBRE POVO,

    JÁ SEI QUEM É VOCÊ!!!! FREQUENTO A VÁRZEA DO C. AUGUSTO E TENHO-TE VISTO POR LÁ, GERALMENTE SEMPRE QUE O SPORTING GANHA. ESTÁS DESMACARADO. O FERREIRA A QUE SE REFERE É AQUEL RAPAZ FORTE ORIUNDO DA CHÂ DE CIMA, ACTUALMENTE RESIDENTE EM POMBAL? OU O ALGARVIO?

    ResponderEliminar
  5. O que foste dizer!!!
    Isso é concorrência desleal ao café concerto.
    O café da Várzea fica com a clientela toda.
    Ouvi dizer que a afluência é tanta nas últimas horas que até os proprietários do GO Shopping já não querem o Casarelo e equacionam construir o empreendimento na Várzea!

    ResponderEliminar
  6. Informações que me chegam dão conta de uma reunião de alerta laranja no consílio presidencial.
    Excelência acaba de ordenar à PSP operações stop no largo dos correios e oferece a quem identificar a identidade do nobre povo um passe gratuito no Pombuz válido por 3 anos.

    ResponderEliminar
  7. Como é que vão conseguir fazer um controlo tão rigoroso se nem as coisas mais evidentes conseguem identificar, ou não querem. Basta uma simples pesquisa, e às vezes nem é preciso tanto, para encontrarmos conteúdos totalmente ilícitos e aos quais qualquer um pode ter acesso, mesmo as crianças. Não falo só de pirataria, que neste momento até é difícil deni-la tal a sua difusão, mas também de imagens pornográficas, nomeadamente de crianças, por exemplo.
    JA

    ResponderEliminar
  8. Santa ignorância, é assim, é assado........
    Viva quem canta..
    viva quem escreve.... bem!

    ResponderEliminar
  9. Senhor JA
    O que é que quiz dizer?

    ResponderEliminar
  10. Exmo Pedras (salgadas), talvez não me tenha explicado bem, mas o que quis dizer é que há tantas coisas na internet a que qualquer um pode ter acesso da forma mais fácil possivel, e eu estranho que não haja qualquer autoridade que consiga bloquear os conteúdos ilícitos.
    A internet devia ser algo positivo, mas na verdade está a tornar-se cada vez mais perigosa.
    A maior parte de nós já não consegue imaginar-se sem o perigoso bichinho chamado internet.
    JA

    ResponderEliminar
  11. Ó senhor aqui de cima! Afinal está a falar de quê? Pedofilia?

    ResponderEliminar
  12. Estou apenas a dar um exemplo pois a pedofilia é uma das situações que mais me choca, mas como de certo sabe muitas mais são as ilicitudes da internet, que ultrapassam a simples pirataria.
    JA

    ResponderEliminar
  13. Meu querido Nobre Povo,

    Como lhe disse, gostaria de fazer a festa, mudar-lhe as ideias, e se quiser uma purgação pelas águas e unção com santos óleos aplicados por uma ou duas vestais das minhas recomendações. Creio lhe fará bem.
    Não precisa do Gouveia, dos Agostinhos, do Rosa, do Tienza e do Lourenço. Começava a pensar contar consigo, para eles me aliviarem a pressão, que eu lavro desde pequenino e chego ao rego com facilidade. O Silva País não me apoquenta desde que Annie foi para Cuba, estamos próximos pediu-me para pedir ao Adelino para meter Cunha ao Brejenev e ao Fidel, estamos amigos.
    Por falar do Adelino, olhe Nobre Povo, estou, deveras, preocupado com ele. Então agora diz que lhe deram vozes e que vê coisas em todo o lado. Já viu o lhe deu para andar a escrever. Pensei que fosse duma coisa. Mas ele desmentiu-me logo, e a Gina confirmou, que não, que não era dos fumos de rir. Não era, não senhor. Fiquei um pouco mais descansado, mas a noite trouxe o porfiar e a celeuma. Estou em fezes. Olhe procure-o e dê-lhe um safanão. Se calhar é do dormir, e assim, ele acorda. Diga qualquer coisa quero estar mais descansado.
    Voltando ao tema da conversa. Quanto ao Óscar, esse conheço bem, estou à vontade. Ele é “bon vivant”, gosta do sol cá de baixo, convivemos, muitas vezes nos mesmos locais, às vezes, quando é fora de horas, até vamos à missa dos sábados junstos, para ficarmos mais disponíveis.
    Olhe, meu querido Nobre Povo, não sei se é da barba mal aparada, se é da voz das vigilâncias e das noites mal dormidas, o que é certo é que, as amigas que de há anos lhe recomendo, só me trazem louvores e me sopram inconfidências. Valiosas, contudo. Não sei porquê, dizem que ele, com e elas, é muito confiável e falador, diz-lhes tudo, Dizem-me, a Aninhas e a Rosette cabeleireiras, que ele lhes dá mais largueza do que elas ao confessor, Mesmo quando o confessor é dos bravios também nelas se aconchega.
    Veja bem, quando lhe dei notícias da festa e que o meu querido iria começar a sua Longa Marcha em Vermoil, ainda faltam mais de três meses, daria para o levar até ao mais elevado trono do Concelho e da Nação. Ele ficou eufórico e saltitante com esta possibilidade.
    Olhe pedimos, de imediato – quando eu digo de imediato, é mesmo imediato – mais rápido que Lucky Luck, e mais forte do que o Obelix e mais inteligente do que o Mandrake – duas minis da Sagres para cada um é meio alqueire de alcagoitas das areias do Rogil, para não termos de esperar. Foi p`ra aí há quinze dias e, ainda hoje me solto em ventos. Está tempestade feita, a Carla “que aqui me tem” obrigame a estar a escrever-lhe a estas horas e a dormir no escritório.
    Veja como tudo isto começou. Partiu de tudo de um olhar meio de esguelha, para uma dedicação irredutível, e que muito me tem valido pois depois disso tenho estado bastante retirado bastante da bebida. Estou muito mais selectivo, só bebo umas Sagres, e muito poucas, é só para não esquecer. Vadiagem de mês a mês, ou, já nem tanto! Fiquei pantufas e chinelos de felpo.
    Creia que ainda ontem, estive com o Óscar na Cova da Onça. Foi um problema do Catarino, como diz o Dores de Pai. Ele disse-me que também andava inchado e, como eu, começou a soltar-se dos ventos no meio daquele pessoal todo selecto. As tias especiais que enchiam a pista começaram a puxar das cambraias e dos japões, mas, mesmo assim, o fungar era tanto, que o Espadinha já não tinha nenhum controle, teve de intervir a pedir a Ramona para reconduzi-las ao Trombinhas e ao Bar do Vilhena, ambos, ali antes de chegar ao Camões, que era para elas não perderem a noite toda. O Óscar sabe ser generoso quando o momento o exige. Foi assim que aconteceu,por isso elas gostam tanto dele e sempre se lhe penduram. Pelas razões que lhe aludi, descemos uns lances na Avenida e fomo-nos pousar na Águia d`Ouro, ali já a chegar à casa dos Castelo-Melhor, seus amigos seguramente, e que também foram grandes servidores do nosso querido Pombal. Veja lá!...É também, onde o seu grande amigo Ferro, e a Fernanda, têm tido o poiso de serviço ao seu mentor. Sei que está sempre convidado para aquelas grandes recepções que o meu querido tão bem conhece.
    Como sabe, cerejas puxam cerejas, conversas puxam conversas,lá acabámos por embirrar com o B. Bastos que já mal se tinha no laço e não estava nada em condições para dar à trela ou ao troco. De modo que não insistimos. Chamámos a Beiçuda e a Tem-te-que-não-cais, pró pé de nós com vista ao “ménage”. Elas disseram que as reservas jogavam em casa e deixámos logo de pensar nisso. Aproveitámos e manducámos com elas umas santolas e botámos abaixo umas perdizes com a receita que o Junot deixou nas visitas e retiros que fazia no Convento de Alcântara. As malandras das canecas estavam mesmo a pedi-las. Lá veio uma, lá vieram duas… lá vieram quatro…, lá vieram oito … e deram todas em trepar e nós os dois a vê-las subir…, a subir…! O que não era coisa que não quiséssemos ou não esperássemos, por isso, estávamos bem.
    O Óscar é como eu, quando bebe fica sério, e só pensa na pátria, no nosso Concelho e no seu Comando. Vi que ele já começava a olhar para dentro, naquela reflexão profunda que antecede as grandes decisões. De repente o cenho dele iluminou-se, como se um clarão atómico o tivesse abraçado. Não sei se dos nossos ventos, se dos fumos especiais, olhe começou a soletrar melhor do que a Pitonisa. As palavras jorravam daquela boca, primeiro com a aparência de não ter nexo, mas depois transformaram-se num Plano de Batalha, melhor que do que o de César na conquista da Gália. A sua luz era tanta, que me chegaram, também, uns fiapos dela. E aí alvitrei aquela festa de que lhe falei, a pensar em si por mor do Concelho e no Concelho por mor de si, meu querido Nobre Povo. Ocorreu-me, que era altura do criador se revelar e afastar, com a “entente cordial”, a criatura. Vi que esta aliviada o aceitaria, reconhecendo que o investimento “semental” apesar de generoso, não tinha sido capaz de cumprir as expectativas e, menos ainda, de ir mais além. O Óscar e eu, já estávamos a sentir e a bem sofrer a sua dor de pai, que vê um filho a quem os complexos vitamínicos, os fumos inspiradores, as macumbas, o selénio, os fósforo ferrero, o fosgluten, o vinho de carne, as mesinhas da neta da Bruxa da Gafaria e da da Bouça, não lhe deram aquele suplemento de animo e de grandeza, capaz de mover montanhas, de apagar fogos e de conquistar o espaço vital. O Óscar e eu, ainda matutámos um bom bocado.
    Talvez, se tivesse dado ouvidos ao Manel de Albergaria e ao Adérito que lhe dariam uns rudimentos de estratégia e de teoria dos jogos, teria sido mais conveniente e, quiçá, os resultados seriam outros. Enfim, talvez o erro fosse tê-lo dado às Engenharias, que é mais praxis e mais obras. Eu e ele também nos lamentámos, de início o rapaz até era de brilhos e de lampejos, mas, depressa se viu que eram fátuos e deixaram de se ver. Todos nós temos experiencia de pais, bem sabemos o que é isso das “dores de pai”. Queremos sempre que eles vão mais além, mas eles são rebeldes, não aceitam que lhes façamos todo o caminho e todo o estudo.
    Meu querido Nobre Povo: o que passou, passou…, o que lá vai, lá vai…, Costas ao alto e muita crença no futuro. Tristezas não pagam dívidas e matam-se em tonéis de Malvasia.
    O Óscar é um pensador de estrela de cinco pontas. Ama, verdadeiramente, o Nobre Povo e só sonha com o bem do Concelho. Disse-me que, há muito, respeitava a sua clausura, o seu retiro espiritual e o seu estudo. Mas o momento é difícil e temos de arregimentar os mais capazes e os melhores da nação, que todos são poucos. Que espera o melhor de si e o muito e bom que tem para dar a todos. Mais, concluiu, que pelos anos que passou aos safanões e a recolher informações do povo, tinha a certeza de o ter preparado desde há mais de meio século para este o saber esperar e receber tal como espera e receberá o menino de Alcácer Quibir, se ele resolver tomar o bote e aparecer.
    Estamos pois, a postos e preparados para lhe enviar Embaixada - com Elefante Branco para a recolha e Rinoceronte pra a fortaleza, como D.João II enviou a Roma a Inocêncio VIII - para o conquistar para a missão de tomar o trono do Concelho e enquanto se prepara um verdadeiro Príncipe que, daqui a meio século lhe há-de suceder. Sei que, mais do que ninguém, quer o bem do Concelho e que mesmo que as lágrimas da comoção lhe assomem, pedirá cambraia à Beiçuda, que o segue como caniche, e assumirá aquele que ar de quem sempre soube o seu destino.
    Perante a sua resiliência à mudança que lhe propus inicialmente, e na qual investi toda a minha fé e retórica, curvo-me à magnificência dos seus argumentos e á pose imperial da sua altivez. Curvo-me, curvo-me…, curvo-me…. Olhe, meu querido Nobre Povo, eu e o Adelino que nos tínhamos treinado na resistência éramos corações duros, estamos derretidos como manteiga em nariz de cão. Ele ainda vai titubeando. Agora eu, aí de mim!... Não sei por onde nem porquê!... Mas, porra.., porraaaaaaa…, Tanto curvei…, tanto curvei, que caí…. Caíiiiiiiiiiiiiiiiii p`ra si!..........
    E, acredite,, que não esperava. Felizmente tive bom cair. Sinto-me hoje melhor servidor do povo do que até aqui senti.

    Bem-haja Nobre Povo! Contamos consigo! Pombal deseja-o Pombal ama-o

    Nobre Povo ao Trono

    Paula Sofia, Rainha da Corte
    Adelino Leitão, Religiões e Cultos,
    Adelino Malho, Fazenda e dos Negócios Interiores
    Dores de Pai, Justiça e Negócios Estrangeiros
    João Melo Alvim, Economia e do Lazer
    Jorge Longo, Saúde e Medicinas Alternativas
    Vinhas, Construções, cemitérios e obras públicas,
    R.S. , Sociedade, História Pátria e Partidos
    Diogo Mateus, Ordens Militares, Maçonaria, Paradas e Louvores
    Manel d`Albergaria, Protecção Civil, SNI e Freguesias
    J.V.V., Escanção do Reino e Bodo
    Aurora Falcão. Os Bons Pensamentos
    Rui Miranda, Vai-a-todas
    Narciso Mota, Memórias e Memoriais

    P.S. ; Próximo “briefing” do Estado-Maior no Augusto à Várzea, depois da 18:30. Romaria a S. Ivo dia 19, pelas 18:00.

    J.F. (Insónias)

    ResponderEliminar
  14. Exmo. J.F.
    Não escreva tanto!
    As curta e rápidas, são muito boas!
    Rapidinhas...
    Grande Aperto

    ResponderEliminar
  15. Anônimo disse...

    O que foste dizer!!!
    Isso é concorrência desleal ao café concerto.
    O café da Várzea fica com a clientela toda.
    Ouvi dizer que a afluência é tanta nas últimas horas que até os proprietários do GO Shopping já não querem o Casarelo e equacionam construir o empreendimento na Várzea!
    6 de Maio de 2009 18:43


    Já andam a confundir o Café da Várzea com a loja do Augusto! Credo! :D

    ResponderEliminar
  16. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  17. Eh Pinto,
    Isso são formas de falar com o Kiko??

    ResponderEliminar
  18. Bem, e o off-topic aqui é em grande.O artigo começou na comissão europeia e já vai na Várzea. Ainda abrem lá uma sucursal!

    Indo para a questão do post do Dr.Leitão, se isso fosse votado a favor na Comissão Europeia, os próprios ISP's seriam os primeiros a revoltar-se com essa política, pois faria com que perdessem clientes,ou então muitos baixassem para um plano mais baixo. Então desde que houve o julgamento na Suécia por causa do famoso piratebay.com não se fala noutra coisa. E os produtores de conteúdos audio-visuais continuam a queixar-se por causa da pirataria e que têm tido prejuízo e etc.....
    Eu continuo com a minha política.Quem gosta mesmo,compra sempre.

    ResponderEliminar
  19. Anónimo 1:

    Primeiro,ninguém é surdo.Tenha lá calma a escrever ou caso não saiba,existe em tecla do lado esquerdo do seu teclado chamada "Caps Lock". Se calhar tem essa tecla encravada.

    Segundo,anónimos há muitos,e não percebo qual a piada ou o medo de se esconder atrás de um monitor, por isso não tenha medo. Revele-se!

    Por fim,há quem goste e quem não goste.É como em tudo. O que seria do amarelo se todos gostassem do azul? Naquela casa tentamos agradar a toda a gente,mas como todos devem saber (ou então não) é difícil agradar a Gregos e Troianos.

    (Já não se pode fazer um comentário com o próprio nome cai-nos logo tudo em cima :D lol )

    ResponderEliminar
  20. Não conseguir agradar a Gregos e Troianos é uma coisa, agora ter a casa sempre cheia de Lelos é dose pra cavalo!
    Já parece a filial do Bairro Margens do Arunca!
    Só lá falta ter estacionados à frente os Bólides (Mercedes,BMW e Audi) comprados com o dinheiro do rendimento social, melhor dizendo os nossos €€€ :)

    ResponderEliminar

O comentário que vai submeter será moderado (rejeitado ou aceite na integra), tão breve quanto possível, por um dos administradores.
Se o comentário não abordar a temática do post ou o fizer de forma injuriosa ou difamatória não será publicado. Neste caso, aconselhamo-lo a corrigir o conteúdo ou a linguagem.
Bons comentários.